Segmentações em E-mail Marketing podem melhorar as experiências dos usuários

Segmentações em E-mail Marketing podem melhorar as experiências dos usuários

E-mail Marketing? O e-mail é um dos dados mais preciosos que o cliente pode fornecer, pois ele acompanha o usuário desde muito tempo. Pare para pensar, você pode até ter mais de um e-mail, mas provavelmente o mais acessado é também aquele que você utiliza para cadastros e compras online, certo?!


Além disso, o e-mail é um das maneiras mais diretas e pessoais de atingir o usuário. Estar na caixa de entrada dele provavelmente significa que ele tem interesse no produto ou já realizou algum cadastro no site. Mas como se destacar em meio a um fluxo grande de newsletters, marcas e produtos? O diferencial está em customizar a experiência do usuário.


Entenda o ciclo de vida do consumidor



Em primeiro lugar, é preciso entender em que etapa está cada consumidor. Quanto mais informações tivermos, mais personalizada poderá ser a comunicação.


O conteúdo da mensagem pode mudar muito dependendo em que estágio o usuário se encontra. Por exemplo, se o usuário realizou o seu primeiro contato com a marca, a mensagem será mais receptiva e neutra, pois ainda não temos muitos dados sobre ele. Ao mesmo tempo,  haverá um cliente que já comprou, porém não realizou nenhuma recompra. Esse terá uma comunicação totalmente voltada para reconquista e retorno de engajamento.


Sendo assim, é necessário entender e avaliar a quantidade de informações que temos de cada usuário, para então direcioná-lo para o fluxo correto de acordo com seu ciclo de vida.


Saiba usar as informações certas (sem parecer invasivo)


Para fazer com que o seu E-mail Marketing seja aberto e principalmente gere a curiosidade e interatividade do cliente, você precisa chamar atenção. Pode ser através de estratégias mais agressivas, como no caso de leads que não interagem com a marca, oferecendo algum desconto ou diferencial que o faça entender que a marca deseja ter ele como cliente. Ou ainda através de um conteúdo personalizado e relevante.


 



Aí que entra o poder dos dados, ao possuir as informações do usuário, saber sua idade, sexo, o local onde mora, seus interesses e hábitos de consumo no site, conseguimos traçar muito melhor seu perfil e estágio de engajamento com a marca, onde podem ser criadas segmentações dinâmicas por características e interações de cada um.


Personalize ao máximo a experiência e transmita empatia


É importante gerar uma conexão com seus clientes. Personalizar a mensagem através de segmentações é apenas o início do caminho para conduzi-lo pelo funil da conversão. O cliente pode receber diversas mensagens com conteúdo dinâmico de seu E-mail Marketing, porém se não houver precisão e empatia no conteúdo abordado, o seu cliente entenderá que está recebendo apenas mais um e-mail configurado por um bot.



Mais do que taxas de abertura e cliques, se você não oferece um conteúdo significativo, pouco provável que o lead tenha qualquer forma de engajamento com sua marca.


Uma ótima forma de reverter essa questão é oferecer algo que faça a diferença para o usuário que se dispôs a parar na caixa de entrada e abrir o e-mail. Mais que falar da própria marca, ou oferecer apenas produtos, disponha conteúdo extra, como e-books, curiosidades, relatos e experiências de outras pessoas sobre o segmento e universo da sua marca.


Tendo essa troca de experiências com o cliente, além de aproximá-lo do universo do seu negócio, você está cativando um potencial comprador e lead que acompanhar com frequência seus e-mails.


Crie automações inteligentes com base em segmentações


A partir do momento que você entende seu consumidor e consegue separá-lo em diversos grupos de leads diferentes, podem ser criados fluxos automatizados fazendo uma linha do tempo e acompanhando o cliente em uma jornada específica.


Como por exemplo, ao saber que seu cliente comprou em boleto, você pode criar um fluxo que o lembre de sua compra e efetue o pagamento do mesmo antes do vencimento, o que ajuda e muito no negócio a balancear sua taxa de reprovação de boletos. Para continuar engajando esse cliente, o fluxo pode continuar assim que o pagamento for efetuado direcionando-o para outra automação, dessa vez com um conteúdo menos promocional e mais afetivo e assim por diante em um ciclo contínuo.



O segredo está em manter o cliente interessado em seus e-mails, seja através do conteúdo, da linguagem, mas principalmente da relevância dos e-mails que chegam até ele, a frequência acaba sendo menos relevante que a qualidade e assertividade da personalização.


Sendo assim, use e abuse dos dados disponibilizados e esteja sempre em busca de novas informações para acrescentar ainda mais no detalhamento e profundidade da experiência de cada lead, e consequentemente trazendo uma melhora na taxa de recompra e desempenho do seu negócio.


 

Segmentações em E-mail Marketing podem melhorar as experiências dos usuários
5 (100%) 1 vote

Achou isso interessante? Compartilhe

Fernanda Lange
Por Fernanda Lange

Publicitária graduada pela Furb, sonhadora por hábito, adora games, arte e design. Atua na área de estratégia e é responsável pelas ações de e-mail marketing, integrações e contato com fornecedores. 

COMENTÁRIOS

CONECTE-SE

Vamos conversar SOBRE O SEU NEGÓCIO?

Quer ficar antenado no mundo do ecommerce?

Faça parte da nossa base de conhecimento.