A nova cara do e-commerce: entenda o que é o live commerce e por que apostar nessa estratégia

As lives ganharam força no último ano. Quem não aproveitou para curtir o seu artista preferido nas plataformas virtuais? Com um formato semelhante, a live commerce é uma estratégia de vendas que promete mudar a relação com o comércio online.

Quando se fala em vendas, inovação vale ouro. Por isso, a estratégia que une o dinamismo de uma transmissão ao vivo e e-commerce em um mesmo ambiente, pode ser a peça que faltava para completar um cenário promissor no comércio online. Neste artigo, a gente te explica o que é a live commerce e como ela pode te ajudar nos negócios.

Embora ainda seja novidade aqui no Brasil, esse conceito existe desde 2016 na China e já movimenta cifras milionárias no país. Teve início inspirado justamente nas famosas lives de artistas que recebiam presentes virtuais de sua audiência, e foi incorporado à plataforma Taobao do grupo Alibaba, e Mogujie, ao perceber o quão valiosa poderia ser essa nova forma de vendas e relacionamento com o cliente.

Live commerce no Brasil

Aqui as lives commerce chegaram quando o mundo já mencionava “o novo normal”, lá na metade de 2020, fruto do contexto que a pandemia do Covid 19 gerou, principalmente na área de vendas. A precursora dessa experiência foi a Americanas.com, que trouxe a influencer Camila Coutinho para fazer um tutorial de maquiagem enquanto anunciava os produtos da loja, que poderiam ser adquiridos a qualquer momento durante o vídeo. 

Depois disso, Riachuelo, Farm, Schutz, Arezzo, Renner, Chilli Beans e tantas outras também pleitearam um espaço nessa modalidade. Mas, diferente da China em que os vídeos chegam a durar 14h, aqui o formato mais rápido e dinâmico foi a escolha para garantir a interatividade do público.

Por que apostar na live commerce?

Se tem uma coisa que a internet faz, é se atualizar com muita velocidade. A tecnologia evolui a passos largos e acompanhar essas mudanças é essencial. Não atualizar também seus métodos, a longo prazo pode tornar sua forma de venda obsoleta.

Na China essa modalidade resultou em cerca de 20 milhões de produtos vendidos só no primeiro semestre do ano passado. Foram mais de 50 mil sessões de streamings e 50 bilhões de visualizações. Sinal de que nossos colegas orientais estão no caminho certo.

Proporcionar interatividade e mais uma ferramenta de contato com seu cliente, pode ser uma forma de estreitar laços e conhecer as necessidades do seu público. O formato vai muito além da venda, o consumidor participa do vídeo e deixa suas impressões lá. O empreendedor que está ligado, vai aproveitar o canal para firmar um relacionamento ainda melhor e fidelizar o cliente.

 

Dicas para a sua live commerce

Achou interessante e quer adotar a live commerce na sua empresa? Então se liga nessas dicas para acertar em cheio!

1 – Conheça seu público: você precisa saber se seus clientes estão dispostos a esse novo formato de vendas. De nada vai adiantar o investimento e a energia depositada, se eles não tiverem interesse. Alinhe as expectativas da empresa com a de seu consumidor.

2 – Escolha o canal ideal: os meios mais utilizados hoje são Instagram, Facebook e Youtube. Ao escolher o canal para transmitir sua live commerce, é importante optar por aquele que sua empresa tem maior visibilidade. 

3 – Determine o melhor horário: embora existam alguns horários pré-estabelecidos como os ideais para interagir com o público nas redes sociais, é importante ter em mente pra quem você está fazendo a ação. Conheça o perfil do seu público-alvo para garantir maior audiência. Além disso, verifique se há outros eventos na mesma data. De nada vai valer toda sua dedicação se os seus consumidores potenciais não puderem participar. 

4 – Divulgação: o sucesso da sua live commmerce também dependerá da forma que você vai anunciar essa ação. Invista em divulgação assertiva – nem muito antecipada e nem em cima da hora. Faça um conteúdo atrativo e estimule o engajamento, interagindo com seu público também no pré evento.

5 – Defina sua estratégia: planejamento é tudo. Determine o que faz sentido para sua empresa antes de iniciar essa proposta. É possível aproveitar a live commerce para fazer o lançamento de uma nova coleção ou review de algum produto, por exemplo. Defina seu objetivo antecipadamente e abuse da criatividade. Um começo mais comedido e com ações pontuais e simples, também pode valer como uma espécie de experiência do conceito. 

6 – Ajustes técnicos: lembre-se que é uma transmissão de negócios. É preciso ter um roteiro bem definido, testar luz e áudio, e certificar-se de que a conexão de internet suporte o vídeo durante toda a transmissão. Escolha um cenário que reflita o propósito da live e tenha a cara de sua empresa. 

7 – Tempo de execução: o tempo de duração de sua live commerce depende de alguns fatores,  como a quantidade de produtos que está exibindo. Entretanto, é importante prever que nem sempre os seus clientes estão dispostos a permanecer longos períodos em uma única atividade. É necessário ter a duração suficiente para alcançar boa parte do seu público, sem, no entanto, se tornar cansativo. Outro fator a ser observado é a interação de seus clientes. Se não há mais aquisição de produtos ou participação, provavelmente é hora de terminar seu evento. 

8 – Esteja preparado: durante o evento, podem surgir dúvidas dos clientes, comentários sobre a empresa ou produto. É importante que a equipe esteja preparada para atender e solucionar as questões levantadas. Vale lembrar que o canal também poderá ser utilizado para críticas, então lembre-se de elaborar um plano de contingência para isso. Se organizar com a quantidade de produtos e capacidade de vendas também é importante.

9 – Não esqueça de avaliar: ao final de sua live commerce é importante analisar o resultado. Atendeu às expectativas? Foi positivo? O que pode ser melhorado? A participação de seus clientes será essencial para ajustar o termômetro para a próxima live.

 

E não esqueça que, embora seja uma proposta mais informal e descontraída de vendas, precisa ser organizado e bem feito. Roteiro, iluminação adequada e cenário, por exemplo, são itens que não podem ser negligenciados. É importante pensar em toda a infraestrutura para que a sua live commerce seja um sucesso!

E aí, o que achou dessa nova proposta de vendas? Para ficar por dentro das novidades no universo do e-commerce, siga-nos nas redes sociais Instagram, Facebook, LinkedIn e Youtube.

 

Fonte: E-Commerce Brasil.

Posts Relacionados

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter

Acompanhe nossos insights e notícias do
mercado de ecommerce.

Acompanhe nossos insights e notícias do mercado de ecommerce.

Enviado com sucesso!

Vamos construir algo
incrível juntos.

Vamos construir algo incrível juntos.

Preenche abaixo e retornaremos para agendar uma conversa

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

Éder Varela

Gerente de e-commerce na Havan

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

Éder Varela

Gerente de e-commerce na Havan