Data Driven na prática: como aplicar no fluxo de análise do seu e-commerce

De acordo com o Walter Longo um dos maiores especialistas do país em comunicação, inovação e na utilização de tecnologia como força competitiva na disputa do mercado, uma revolução não acontece quando a sociedade adota novas ferramentas, e sim quando adota novos comportamentos.

Bem, o que realmente isso significa? Basicamente a tecnologia faz parte de todos os aspectos das nossas vidas, o tempo todo. Portanto, estamos saindo da era digital e entrando de maneira exponencialmente acelerada na era pós-digital, a chamada era dos dados.

Primeiro, precisamos distinguir o que é pendência e o que é tendência. Normalmente os profissionais de marketing perdem energia e um tempo valioso resolvendo e analisando pequenas coisas, preocupados com as metas da semana ou do mês, e não reservam um tempo para entender para onde o seu mercado está indo, o que o consumidor está querendo e o que pode ser feito para satisfazer sua necessidade.

Numa realidade em que os feedbacks são constantes, cada vez mais o ROL (return on learnig), os famigerados insights, serão mais decisivos do que o ROI (return on investiment). Para isso, será fundamental reinventar as análises com uma cultura de Data Driven: decisões com base em dados.

Mas qual a relevância das decisões baseadas em dados no cenário atual? Com base no artigo da McKinsey & Company, entre Março e Agosto de 2020, um a cada cinco consumidores trocaram suas marcas habituais por outras, e sete de dez experimentaram novos canais de compra digitais durante a pandemia. Sendo assim, as empresas que aprimoram seu data driven podem gerar aquisições significativas de clientes durante um período de mudança drástica de mercado.

 

Data Driven: um universo de dados e insights

Obter insights sobre quais problemas podem ocorrer na jornada de compra do seu consumidor antes de enfrentar listas de reclamações no SAC da marca é o trabalho constante que qualquer negócio digital precisa atuar.

Não apenas falando sobre erros, mas visualizando oportunidades de definir melhores mix de produtos, estratégias de marketing focadas em vendas e definições de público. 

Quais os benefícios de ter uma análise de comércio eletrônico no seu site? Como utilizar, interpretar e unificar dados obtidos em suas ferramentas de marketing? Apresentaremos isso e vamos indicar quais os pontos principais que devem estar sempre no radar de qualquer negócio, para que os insights se tornem mais perceptíveis no seu e-commerce olhando para dados úteis.

 

Como posso ser beneficiado com uma análise eficaz de dados?

Com a análise de dados, a identificação de áreas de oportunidades se tornam mais claras e certeiras, podendo prever tendências importantes e atuar em recursos eficientes para o crescimento.

 

  • Produzir insights baseado em dados é a essência da estratégia

A análise de dados ajuda as empresas a obterem uma visão sobre o que acontece nos negócios e revelar tendências e riscos do mercado.

 

  • Compreender melhor dados demográficos gerando experiências únicas

Saber como os consumidores interagem com uma marca pode informar quais tipos de conteúdos, formatos e canais que repercutem com os principais dados demográficos. A análise pode ajudar a posicionar de maneira eficaz o mix de produtos e aprimorar a experiência de compra dos seus clientes.

 

  • Otimização de preços, estoque e desempenho de vendas

Também é possível interpretar os dados do comércio eletrônico para entender o que impulsiona os preços para cada segmento de cliente. Ou seja, esse insight pode ajudar a descobrir os melhores preços no produto, para obter o melhor resultado em sua receita.

 

  • Visualize padrões ou tendências nos dados para uma previsão precisa.

Entenda como está o desempenho da sua empresa e como será no futuro. Com isso você poderá prever desde as metas de vendas até se garantir em ofertar produtos relevantes, para que eles estejam disponíveis no momento certo para o seu cliente.

 

  • Avalie campanhas de vendas

Sabendo que hoje tudo que é digital é mensurável, medir a performance das campanhas de marketing é o que pode gerar escala para a sua marca, identificando de forma mais estratégica como o seu público reage a sua comunicação.

 

4 pilares para aplicar o Data Driven no fluxo de análise

Ok, entendemos a importância dos insights baseados em dados, mas como aplicar esse conceito no fluxo de análise? Não se preocupe, preparamos um guia com 4 pilares para criar uma cultura de data driven para o seu negócio. Antes de tudo tenha acesso às ferramentas que possam relacionar dados de múltiplos canais como Google Analytics ou Adobe Analytics. Diante dessa necessidade, a Híbrido desenvolveu a ferramenta Labradar, uma solução que conecta dados do Adobe Commerce e Google Analytics, trazendo uma visão muito mais assertiva e completa.

1 – Audiência

Para o comércio eletrônico, os dados relacionados à audiência são muito importantes. Perguntas como “qual é a faixa etária dos compradores” e “quanto está retornando” são a chave das gestões de produtos e estratégias de marketing.

1.1 Demografia

Sexo e idade influenciam muito o comportamento de compra. 

1.2 Geo

Não faria sentido saber quais cidades estão gerando tráfego máximo para seu site? O relatório de localização em Geo irá gerar dados específicos da região de sua loja de e-commerce. Insights sobre a duração da sessão, receita e vários outros fatores aparecerão em uma base regional. Em suma, você encontrará respostas para as seguintes perguntas:

  1. Onde estão seus compradores mais promissores?
  2. Onde estão os visitantes que realmente compram?
  3. De qual cidade estão surgindo novos usuários?

2 – Comportamento

O pequeno número de visitantes que retornam significa que algo está errado com os produtos, preços ou sua própria loja virtual. Este relatório faz uma comparação clara entre visitantes novos e recorrentes. Basta um olhar e você terá uma boa ideia sobre:

  1. Novos usuários
  2. Receita
  3. Taxa de conversão

Esses dados, combinados por outras métricas, podem ajudar a identificar áreas de melhoria que podem influenciar diretamente as vendas.

O comportamento também aparece na categoria “Público”. Coloca o tráfego e os usuários em sua loja online sob o microscópio e torna você familiarizado com cada pequeno detalhe. Da taxa de rejeição à visualizações de páginas exclusivas e velocidade do site, até pesquisa interna, tudo está lá para ser analisado.

2.1 Engajamento

Às vezes, esse número será grande, e tudo bem também. Mas se as sessões com maior duração e visualizações de página são quase inexistentes, então, você tem um problema. As métricas de engajamento fornecem dados relacionados a:

  1. Sessões
  2. Duração da sessão
  3. Visualizações de página

Insights relacionados ao envolvimento do visitante e desempenho da loja podem ser facilmente obtidos a partir dessa métrica.

2.2 Versão mobile

Está planejando lançar uma versão móvel para seu e-commerce? É melhor verificar se o seu site atual gera tráfego de dispositivos móveis antes de investir dinheiro. As métricas dispositivos móveis em “Público” dirão a você:

  1. Quanto tráfego é gerado em desktops, celulares e tablets?
  2. Quais dispositivos são populares entre seu público?
  3. Quantas compras acontecem em dispositivos móveis?


3 – Aquisição

Vários canais levam fluxo de usuários ao seu comércio eletrônico, e vale a pena saber quais são os mais eficientes. Os relatórios de aquisição dizem exatamente o que está funcionando e o que não está funcionando para você. Assim como outras categorias do Analytics, a aquisição também tem muitas matrizes para webmasters. Aqui estão os mais críticos:

3.1 Velocidade do site

Todo mundo odeia um site lento. Este relatório o ajudará a descobrir se você está perdendo tráfego devido ao carregamento lento das páginas. Clique em “Visão Geral” e ele falará sobre:

  1. Tempo médio de carregamento da página
  2. Velocidade do site com base no país, página e navegador
  3. Comparações

3.2 Pesquisa paga

Se você está investindo em anúncios do Google, integrá-lo ao Analytics é a coisa mais inteligente de todos os tempos. Todos os dados críticos estarão disponíveis em um só lugar e as mudanças serão mais rápidas. Sua primeira tarefa é vincular suas contas do AdWords e do Analytics. Fiz isso? Veja os dados da campanha relacionados a:

  1. Cliques
  2. Custo
  3. Taxa de rejeição
  4. Taxa de conversão

3.3 Search Console

Os motores de busca estão se tornando cada vez mais importantes. No entanto, você precisa capturar as consultas certas e otimizar suas páginas de destino. O Search Console pode auxiliar neste sentido. Para ativar esse recurso, você precisa da integração do Search Console e do Google Analytics. Uma vez feito isso, você será capaz de:

  1. Verificar quais consultas os clientes estão usando para encontrar produtos.
  2. Estudar o desempenho das páginas de destino e fazer alterações.
  3. Descobrir novos termos que podem ser direcionados para marketing.

3.4 Pesquisa Interna

Pesquisa interna é popular entre os compradores que sabem exatamente o que desejam. É por isso que é importante entender o que acontece durante a pesquisa e depois da pesquisa. Esta seção fornece insights relacionados a:

  1. Refinamentos de pesquisa
  2. Visualizações de página de resultados/pesquisa
  3. Total de pesquisas exclusivas

3.5 Comportamento de compra

Este relatório em Análise de Compras diz muito sobre visitantes, consultas de pesquisa e sessões. Além disso, fique atento às descobertas relacionadas ao abandono para fazer melhorias drásticas no desempenho. Perguntas que serão respondidas:

  1. Quais consultas os visitantes estão usando?
  2. Quais produtos os clientes ignoram?

3.6 Comportamento de checkout

Se você deseja apenas saber o que está acontecendo durante a finalização da compra, este é o relatório para você. Procure ideias sobre a progressão do checkout, abandonos, desistências e também encontre respostas para perguntas como:

  1. Qual caminho os clientes seguem para o checkout?
  2. Quantos clientes não seguiram para o checkout?


4 – Conversão

Alguns produtos têm maior demanda em comparação com outros e, portanto, seu desempenho precisa ser monitorado de forma dedicada. Este relatório ajuda você a fazer o mesmo com facilidade. Além disso, encontre respostas para perguntas como:

  1. Quais são os ganhos de produtos individuais?
  2. Quais são os produtos com melhor desempenho?
  3. Qual a curva ABC dos seus produtos?


O recurso analítico para impulsionar negócios está aumentando em todos os setores. O gerenciamento especializado dos dados fornecerá insights sobre os objetivos do negócio, os gestores ou gerentes de produto obterão insights sobre as vendas e se as vendas estão obtendo um lucro ideal, além da análise do comércio eletrônico se tornará uma ferramenta ideal para a organização que pretende qualificar suas estratégias de e-commerce.

Quer saber como tomar decisões baseadas em dados para levar sua empresa a um próximo nível? Baixe nosso e-book onde falamos sobre Data Driven, trazemos as principais dificuldades nas operações de e-commerce e como resolver!

E se você curtiu o conteúdo e quiser ficar por dentro de todas as novidades do mercado, é só acompanhar a gente nas redes sociais: Instagram e LinkedIn. Nos vemos por lá!

Autores: Caco Fernandes e João Vitor Bueno.

Referências: ADT Sys 1, ADT Sys 2, ComTec, McKinsey, Harvard Business Review, CIO e Forbes.

Posts Relacionados

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter

Acompanhe nossos insights e notícias do
mercado de ecommerce.

Acompanhe nossos insights e notícias do mercado de ecommerce.

Pronto!

Enviado com sucesso!

Vamos construir algo
incrível juntos.

Vamos construir algo incrível juntos.

Preenche abaixo e retornaremos para agendar uma conversa

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

Éder Varela

Gerente de e-commerce na Havan

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

Éder Varela

Gerente de e-commerce na Havan