3 coisas sobre marketplaces que você precisa saber antes de entrar

Muito tem se falado dos marketplaces, e a procura para ingressar nesse tipo de loja tem aumentado cada vez mais. Para quem ainda tem dúvidas sobre o que é, como funciona e quais as vantagens, criamos esse guia para tirar suas dúvidas.

1. O que são marketplaces?

Os marketplaces são como um mercado público. Enquanto os vendedores realizam ofertas para o público, os compradores podem encontrar e comprar diversos produtos de vendedores diferentes em um único lugar. A diferença é que, no meio online, encontrar o que você procura é mais prático e o pagamento é feito de uma só vez. Os marketplaces reúnem inúmeras lojas de diferentes marcas, com variedade de preços entre concorrências do mesmo segmento, facilitando, assim, a procura pelo melhor produto e valor – além de gerar um tráfego super qualificado para o pequeno varejista que tem produto mas não tem visibilidade.

Esse modelo teve início com a Amazon nos Estados Unidos, mas no Brasil ele foi difundido pela CNova, que detém as operações online do Extra, Ponto Frio e Casas Bahia. Hoje já temos outras grandes representantes que dividem esse espaço no mercado, que são B2W (que detém Americanas, Submarino e Shoptime) e Walmart, além do Mercado Livre, também um precursor no mercado que tem vendido bem em B2C, além do já conhecido C2C. Os motivos dessas plataformas terem se tornando esse grande sucesso em vendas são a maior variedade de produtos e menor complexidade logística além de, é claro, um grande investimento em mídia.

2. Como funcionam os marketplaces?

Cada marketplace tem seu modelo de entrada para vendedores, mas todos funcionam de maneira parecida. Para começar, cada marketplace possui seu modelo de cobrança do vendedor, o que geralmente é feito em cima de uma comissão sobre as vendas, que varia em torno de 9,5% até 30%. Essa taxa varia de acordo com o tipo de anúncio, ou categoria, dependendo do marketplace escolhido.

Antes de optar por entrar no marketplace, é importante avaliar seu modelo de negócio e verificar se esse novo canal de venda está alinhado à sua estratégia. Se você trabalha com uma margem de lucro muito baixa, talvez essa não seja uma opção válida para sua empresa. Também é muito importante estudar o marketplace para verificar como ele vende hoje ou venderia o seu tipo de produto, além de checar se a sua concorrência e o seu público estão lá.

Após definida a comissão e a entrada no marketplace, o próximo passo é o cadastro dos produtos, que pode ser feito de forma manual ou integrado com seu estoque da loja online e física. Gerenciar o estoque é um grande desafio para quem tem vários canais de venda. Existem algumas ferramentas, conhecidas como “hubs” que fazem a integração do seu estoque da loja ou ERP para o marketplace, automatizando assim o processo e deixando-o mais organizado e seguro, pois você consegue trabalhar um único estoque em tempo real. São os casos de Skyhub, hub2b, Epicom, entre outros. Depois dos produtos cadastrados na loja, você estará pronto para começar suas vendas. É importante sempre buscar otimizar seus anúncios, para poder obter o maior resultado possível da ferramenta – e aí a proximidade com um gestor comercial do marketplace pode lhe beneficiar.

3. Por que os marketplaces são bons para minha empresa?

Esse formato é uma oportunidade para sua loja abrir um novo canal de vendas, ajudando na aquisição de novos clientes. As taxas podem parecer altas, mas elas podem ser comparadas ao seu custo de aquisição por cliente, podendo até reduzir o investimento em marketing. Pense nele também para equilibrar o seu fluxo de caixa, já que o valor é repassado de forma integral pra sua conta em ciclos de 15 à 30 dias após a confirmação de pagamento.

Se a sua loja foca em algum nicho é a sua oportunidade de atingir uma fatia maior de mercado com um público diversificado. Isso porque os marketplaces já possuem grande visibilidade e funcionam como uma vitrine para seus produtos. O seu público pode ver um de seus produtos, sem nem sequer conhecer ou visitar sua loja.

Além disso, os marketplaces possuem uma infraestrutura pronta para receber seus produtos, sendo até uma opção para quem está começando a vender online. Esse canal é a oportunidade para começar a testar suas vendas online, acertar o produto e ir alcançando uma fatia do mercado com um custo menor de investimento.

Em resumo, como eu coloco em prática?

Por fim, os markeplaces apresentam um alto retorno e podem ser encaixados de diversas maneiras em sua estratégia de vendas: como um novo canal, para dar mais visibilidade, para conseguir maior fôlego financeiro, ou até para começar a vender seus produtos online. É sempre importante analisar se é o momento e se esse canal se encaixa dentro do seu negócio: lembre-se que caso você não esteja preparado para o fluxo logístico, você poderá levar multas dos marketplaces que estão vendendo.

Caso você queira apostar nisso, é uma tendência sem volta e que tem aumentado o fluxo de vendas de pequenas e médias operações de e-commerce. Entre em contato conosco e informe-se melhor de como aproveitar a oportunidade!

Posts Relacionados

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter

Acompanhe nossos insights e notícias do
mercado de ecommerce.

Acompanhe nossos insights e notícias do mercado de ecommerce.

Enviado com sucesso!

Vamos construir algo
incrível juntos.

Vamos construir algo incrível juntos.

Preenche abaixo e retornaremos para agendar uma conversa

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

Éder Varela

Gerente de e-commerce na Havan

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

A Híbrido está com a Havan desde a escolha pelo Magento Cloud como nova solução para ecommerce em 2019. Nesses anos, estamos evoluindo sempre as soluções que o online traz para os clientes da Rede, resultando em crescimento constante da operação.

Éder Varela

Gerente de e-commerce na Havan